“A gente não deixa e o presidente também não vai deixar, vai estar connosco”

Feirantes do Mercado da Ribeira confiantes na solução de sintonia com a autarquia.

“Ninguém nos vai tirar do nosso canto”. A voz é a de Anabela Moreira, “nascida e criada nas pedras da Ribeira”, a ajudar a mãe na banca desde sempre, mas confunde-se com as dezenas de vozes de outras feirantes que, na manhã desta quinta-feira, receberam o presidente da Câmara no Mercado da Ribeira. Apesar das notícias que davam conta de uma eventual retirada das licenças por parte da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana (APDL), autarca e vendedeiras mantêm o tom que, há uma década, formalizou a atividade e garantiu a sintonia no cais.

As bancas de venda fazem parte do cenário junto ao rio há mais tempo do que alguém se lembra. Mas o tom nem sempre foi pacífico. Rui Moreira recorda a “situação caótica e de conflito permanente com as vendedeiras, os restaurantes, o acesso aos barcos” e a forma como, em diálogo, tudo se resolveu através da formalização do mercado.

As feirantes passaram para um espaço mais perto da ponte, mas ganharam em manutenção do espaço público, em limpeza, em iluminação, tudo assegurado pela Câmara. “Combinámos com os comerciantes, que cumpriram escrupulosamente”, lembra Rui Moreira, tendo ido à Ribeira para, acompanhado do presidente da União de Freguesias do Centro Histórico, Nuno Cruz, garantir que o acordo, que impede a venda ambulante não regulada, irá ser mantido. 

Depois de a APDL ter concedido a autorização prévia e geral para o desenvolvimento de operações urbanísticas nas zonas da guia do passeio da faixa rodoviária do lado da água para o interior, atribuindo competência exclusiva ao Município do Porto, terá voltado atrás com a revisão do Plano Diretor Municipal, em 2021, acabando por perder os casos em tribunal.

O problema ressurge, explica o presidente da Câmara, “quando aparece uma vendedora ambulante que não estava integrada nesta feira” e apresenta “uma licença avulsa emitida pela APDL”.

“Nós encontrámos uma regra para dirimir os conflitos que havia. E não foi imposta pela Câmara, foi falada com as vendedoras, que confiaram. De repente vai-se criar aqui o caos?”, questiona Rui Moreira, acrescentando que “não vamos permitir que se substituam a nós, a não ser que seja para fazer melhor, não me importo nada”.

No entanto, considera, “não é isso que eles querem, querem é desregular e uma atividade desta natureza não pode ser desregulada”. O autarca reforça que, apesar da jurisdição sobre o local, “a propriedade não é da APDL”.

O presidente recorda que “a Câmara do Porto não ganha dinheiro com este espaço, pelo contrário, investe. Porque é um espaço importante para as pessoas que aqui estão, para a vitalidade da cidade. Temos toda uma política de manter aqui as pessoas, de garantir que esta comunidade continua florescente”.

Em cada banca, ouve-se a vontade de quem faz o Mercado da Ribeira: “não deixe acabar a nossa alma de vendedeiras”, “a gente não deixa e o presidente também não vai deixar, vai estar connosco”, “mesmo que eles se intrometam, nós vamos lutar” ou “a Ribeira será sempre a Ribeira”.

Vozes que encontram eco nas palavras do presidente: “Este espaço é da cidade e não vamos deixar que o que é da cidade seja apropriado”.

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024
Dois homens detidos crime de contrafação na baixa do Porto
19/07/2024
Largo do Amor de Perdição recebe “FC Porto na Baixa”
19/07/2024
Muros da Rua de Miragaia vão ser reabilitados e reparados
19/07/2024
Porto Business School e Católica Porto Business School no MBA Ranking 2024
19/07/2024
Estádio do Dragão com novas regras de acesso
19/07/2024
Detido jovem de 16 anos por suspeita de pornografia de menores no Porto
19/07/2024
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024