Em
O Primeiro de Janeiro

18 Jun 2022, 0:00

162

A Mina, uma peça-documentário de um Portugal passado no Teatro Carlos Alberto

Com direção artística de André Amálio e Tereza Havlíčková, A Mina é uma peça-documentário que remete a um passado histórico brutal e infeliz de um Portugal em puro atraso económico, cultural e de alfabetização.
A Mina sonda a história de uma vila portuguesa, São Pedro da Cova, assombrada pela unidade mineira que durante quase dois séculos foi o principal sustento de famílias inteiras. Desativadas em 1970, nestas minas de carvão foram depositados, em 2001, toneladas de resíduos tóxicos da Siderurgia Nacional, ainda hoje não totalmente removidos. André Amálio e Tereza Havlíčková partem do trabalho com a comunidade, num diálogo intergeracional sobre o passado mineiro e os atuais problemas ambientais. A Mina aciona memórias, tempos e questões que nos interpelam, ontem como hoje.
A Mina, uma peça resultante de pesquisa cultural e documental, conta a história de toda uma comunidade, que ainda nos dias de hoje, vive sob as sombras da exploração mineira portuguesa.
Pela mão criadora da Companhia de Teatro Hotel Europa chega ao Teatro Carlos Alberto, no Porto, a peça A Mina que explora, em tom documental, a forma como a atividade mineira de São Pedro da Cova, durante praticamente 200 anos, formatou e condicionou toda uma comunidade que dela subsistia.
De uma vida às escuras, ganha-pão de centenas de famílias, até ao seu encerramento em 1970, e finalmente agora, quase 10 anos passados desde o início do processo judicial, à remoção oficial dos materiais tóxicos dos solos já contaminados, os atores reais desta história, os próprios mineiros, contam as suas memórias.
De um tempo onde rapazes de 14 anos deveriam começar a trabalhar nas minas, com pena dos pais perderem a casa, ou à escolha do melhor carvão pelas mãos hábeis e pequenas das mulheres da vila mineira, não se pretende ser saudosista de um tempo onde os parcos salários não acompanhavam os tratamentos à silicose (“pó de sílica”), e onde o trabalho era escravo. Espera-se chamar à atenção através de várias perguntas em diálogo, argumentadas pelas diferentes gerações, principalmente considerando as questões ambientais agora essenciais em falar e debater.
Com direção artística de André Amálio e Tereza Havlíčková, A Mina é uma peça-documentário que remete a um passado histórico brutal e infeliz de um Portugal em puro atraso económico, cultural e de alfabetização, realizada em três atos, que representam e acompanham os três anos durante os quais será amplamente desenvolvida.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024
Há jazz sob as estrelas nos jardins do Palácio de Cristal
18/07/2024
Novos Tempos | A importância dos símbolos
18/07/2024
Exposição Visita-oficina orientada para os mais pequenos na Galeria Municipal
18/07/2024
Dois detidos pela prática ao crime de roubo contra o património
18/07/2024
Bilhetes para a Supertaça Cândido de Oliveira disponíveis esta quinta-feira
18/07/2024
Reabilitação de prédio em Campanhã para habitação acessível
17/07/2024
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024