Beatriz Felício é a vencedora do Prémio Novos Talentos Ageas 2021

Beatriz Felício é a vencedora do Prémio Novos Talentos Ageas 2021, cuja final decorreu na tarde de domingo, na Casa da Música.
Beatriz Felício, que interpretou Fado maestro, Fado Cravo, Fado errado, Eu já não sei, Malhão de Cinfães e Fadinho Serrano, foi a escolha do público presente na Sala Suggia, chamado a decidir através de boletim de voto.
A jovem fadista, vencedora da quarta edição do Prémio Novos Talentos Ageas, foi acompanhada por Rui Poço, na guitarra portuguesa, João Domingos, na viola de fado, e Diogo Alexis, no baixo.
Com Beatriz Felício, disputaram a final do Prémio Novos Talentos Ageas 2021 o fadista José Geadas e a harpista Maria Sá Silva.
Ainda muito jovem, Beatriz Felício participou em alguns programas de televisão, como Uma Canção Para Ti (2011), Grande Prémio do Fado, The Voice Portugal (2015) e Festival da Canção (2017). Contudo, foi nas casas de fado, em Lisboa, que recebeu dos mais velhos os ensinamentos e escolheu as suas grandes referências — Amália Rodrigues, Fernanda Maria, Teresa Tarouca, Lucília do Carmo, Ana Moura e Carminho —, dando, assim, os primeiros passos nesta que se tornou a sua canção. Beatriz Felício canta regularmente em algumas das principais casas de fado lisboetas, como a Mesa de Frades, a Parreirinha de Alfama, a Casa de Linhares — Bacalhau de Molho e o Fado Menor. Aos 21 anos, a psicologia e o fado são as suas grandes paixões. Divide o tempo entre os estudos, as casas de fado e os concertos. Canta com a frescura de uma jovem, mas sempre com um pé na tradição, criando a sua própria identidade.
“A Música nasceu comigo, ninguém na minha família canta. O fado não era o tipo de música que se ouvia lá em casa! Canto desde que me lembro, mas foi aos 7 anos, quando vi um espectáculo da Amália Rodrigues na RTP, que tive contacto pela primeira vez com o fado. Os meus pais contam que fiquei parada no meio da sala a tentar cantar o que estava a ouvir. No início não percebiam o meu gosto e a minha vontade de cantar fado, mas rapidamente lhes disse que queria ser fadista.”
O Prémio Novos Talentos Ageas foi criado pela Fundação Casa da Música e pelo Grupo Ageas Portugal com o objectivo de incentivar o trabalho de músicos emergentes de elevado potencial e de promover projectos artísticos de reconhecida qualidade junto do público.
Ao longo de 2021, os músicos ou agrupamentos concorrentes apresentaram-se em concertos ao fim da tarde, nas áreas da música de câmara, do fado e do jazz. Condições obrigatórias para a participação foram a integração exclusiva de músicos de nacionalidade portuguesa ou com residência fixa em Portugal (com excepção de projectos que, de forma inequívoca, tivessem génese ou carácter português, podendo, nestes casos, integrar músicos de outras nacionalidades); a idade dos músicos ser inferior ou igual a 35 anos; e serem seleccionados pela Fundação Casa da Música para integrar a lista de candidatos ao Prémio Novos Talentos Ageas. Na Fase de Selecção, o público foi convidado a avaliar cada um destes concertos num boletim de voto. Dos três mais bem classificados resultaram os finalistas que se apresentaram esta tarde na Sala Suggia.
Ao vencedor do Prémio Novos Talentos AGEAS são atribuídos 5.000 euros (cinco mil euros).

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Entre no Museu do Carro Eléctrico e faça uma viagem mágica até 1928
12/07/2024
Alterado regulamento fiscal para apoiar investimento empresarial na cidade
12/07/2024
Estádio de Praia acolhe Circuito Nacional do Beach Teqball
12/07/2024
Porto Open está de regresso ao Monte do Aventino
12/07/2024
Corridas ilegais em plena luz do dia na Boavista
12/07/2024
“Os nossos adeptos foram absolutamente fundamentais nesta conquista”
12/07/2024
Município lança concurso para reabilitar ruas no Bonfim
12/07/2024
Homem detido por furto em viatura rua de Gonçalo Velho
12/07/2024
Entre no Museu do Carro Eléctrico e faça uma viagem mágica até 1928
12/07/2024
Alterado regulamento fiscal para apoiar investimento empresarial na cidade
12/07/2024