Cheias em Portugal. Ministro diz que é possível melhorar sistema de aviso à população

José Luís Carneiro admite que é possível cada vez mais "direcionar a tipologia de mensagens", nomeadamente com a utilização da inteligência artificial.

O ministro da Administração Interna admite que é possível e desejável melhorar o sistema de avisos da proteção civil à população quando há eventos adversos, como o mau tempo, o mesmo acontecendo com a declaração de contingência.

Em entrevista à Rádio Renascença, José Luís Carneiro diz que o Governo já tinha tirado "esta ilação dos incêndios do último Verão", admitindo que é possível cada vez mais, nomeadamente com a utilização da inteligência artificial, poder "direcionar a tipologia de mensagens".

"Por exemplo, a determinação da situação de alerta não incide da mesma forma em todos os territórios do país", exemplificou.

Na semana passada, a propósito das fortes chuvas e das inundações que provocaram na Grande Lisboa, vários meteorologistas criticaram a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), considerando tardio o acionamento do alerta laranja no mau tempo.

Entretanto, o presidente da ANEPC, Duarte da Costa, devolveu as críticas, garantindo que o sistema funcionou e que houve vários alertas antes do temporal que provocou o caos na região da grande Lisboa. Contudo, só esta semana, com a continuação do mau tempo, é que a proteção civil enviou SMS à população.

Questionado sobre o assunto, o ministro responde: "Em função dos avisos que foram emitidos por parte do IPMA, a Autoridade Nacional de Emergência e a Proteção Civil efetuou os seus avisos, que são comunicados para as autoridades municipais de proteção civil".

"Do ponto de vista técnico, é preciso um tempo mínimo indispensável para que se possam direcionar os avisos à população para determinados territórios, para determinadas regiões. Isto é feito para efeitos de envio de SMS", acrescentou.

A passagem do aviso amarelo para o aviso laranja - insistiu -- "não foi em condições de tempo suficientes para que se pudesse ativar para os territórios municipais específicos".

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024
Dois homens detidos crime de contrafação na baixa do Porto
19/07/2024
Largo do Amor de Perdição recebe “FC Porto na Baixa”
19/07/2024
Muros da Rua de Miragaia vão ser reabilitados e reparados
19/07/2024
Porto Business School e Católica Porto Business School no MBA Ranking 2024
19/07/2024
Estádio do Dragão com novas regras de acesso
19/07/2024
Detido jovem de 16 anos por suspeita de pornografia de menores no Porto
19/07/2024
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024