Em
O Primeiro de Janeiro

19 Aug 2022, 0:00

183

COITADOS DOS PROFESSORES

Por Joaquim Jorge *

Li uma notícia que o Governo abre a licenciados pós-Bolonha ( 2006) sem formação pedagógica hipótese de ensinar.
Andaram durante anos e anos a maltratar os professores, vai daí, começou a haver falta de professores, pois ninguém queria ser docente.

Agora, resolve-se o problema da falta de professores, qualquer licenciado pode dar aulas!

E, a qualidade do ensino? E, a componente pedagógica tão importante na sala de aula?

Parece que estamos a andar para trás, em que no século passado qualquer professor com o 12.ºano ou umas cadeiras da Universidade podia dar aulas.

Os professores são uma classe  sem prestígio e respeitabilidade. É preciso que se perceba que ter conhecimentos, não é o mesmo que saber ensinar!

Todos os obsctáculos que se puseram aos professores: concursos em que tinham que ir para longe de casa; poderem  efectivar-se; não saberem se no ano seguinte teriam emprego; não terem acesso a um horário completo; exercerem no meio de papéis e normas, em vez, de ensinarem; bloqueio da carreira; a não contagem do tempo de serviço; fama que  faltam muito; entre outros.

Tudo isto, levou a que ninguém quisesse ser professor e os que estão no ensino estão mortos por se reformarem.

A imagem dos professores sempre foi muito má, os políticos em período eleitoral lançam uns elogios hipócritas, mas não passa disso. Sabem que é uma classe muito numerosa e com alguma força.

Os professores são a classe mais vilipendiada e demonizada que há em Portugal. Todos querem ensino público, gratuito e de qualidade, mas ninguém quer pagar esse serviço, os professores têm um problema muito grande quando toca a salários por serem muitos.

Na vida dos professores tudo é questionado e toda a gente fala de educação sem perceber nada disso.

Os professores continuam com inúmeros problemas; aspectos importantes da aposentação; horários de trabalho e concursos; processo de municipalização da educação; democratização da gestão das escolas.

Uma sociedade que não investe na educação dos seus filhos não tem futuro.

Esta decisão do governo faz-me lembrar a peça teatral de William Shakespeare, A Comédia dos Erros, com muita farsa à mistura.

Coitados dos professores só faltava agora esta. São mal vistos, maltratados, mal pagos, todos querem mandar neles, e agora, qualquer um pode voltar a ser professor.

 
*Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024
Dois homens detidos crime de contrafação na baixa do Porto
19/07/2024
Largo do Amor de Perdição recebe “FC Porto na Baixa”
19/07/2024
Muros da Rua de Miragaia vão ser reabilitados e reparados
19/07/2024
Porto Business School e Católica Porto Business School no MBA Ranking 2024
19/07/2024
Estádio do Dragão com novas regras de acesso
19/07/2024
Detido jovem de 16 anos por suspeita de pornografia de menores no Porto
19/07/2024
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024