Em
O Primeiro de Janeiro

12 Mar 2022, 0:00

105

Covid-19. Linhas vermelhas antecipam subida da incidência com impacto incerto na saúde

Mortalidade específica por Covid-19, está nos 33,3 óbitos em 14 dias por um milhão de habitantes, o que corresponde a uma diminuição de 20% relativamente ao último relatório. Hospitais do Norte continuam a ser os que apresentam maior ocupação em cuidados intensivos, com 36% do nível de alerta de 75 camas.

A pandemia de Covid-19 registou uma inversão da tendência decrescente das últimas semanas, devendo verificar-se um aumento da incidência de infeções, sendo ainda incerto o impacto nos serviços de saúde, alerta a análise de risco divulgada na sexta-feira.
“A análise dos diferentes indicadores revela uma atividade epidémica de SARS-CoV-2 de intensidade muito elevada, com inversão da tendência decrescente que vinha a observar-se nas últimas semanas, podendo esperar-se um aumento da incidência à semelhança do observado em alguns países europeus”, refere o relatório das “linhas vermelhas”.
Segundo esta avaliação de risco da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), a dimensão do impacto do crescimento da incidência nos serviços de saúde e na mortalidade “é ainda incerta”, uma vez que está dependente do “nível de imunidade da população e da incidência nos grupos mais vulneráveis”.
De acordo com o documento, o sistema de saúde apresenta capacidade de acomodar o aumento de doentes com Covid-19, mas deve ser mantida a vigilância da situação epidemiológica e a manutenção das medidas de proteção individual e a vacinação de reforço.
De acordo com a DGS, na quarta-feira estavam internados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) 70 doentes, o que corresponde a 27% do limiar definido como crítico de 255 camas ocupadas, abaixo dos 35% registados na semana anterior. 
Os hospitais da região Norte continuam a ser os que apresentam maior ocupação em cuidados intensivos, com 36% do nível de alerta de 75 camas, e o grupo etário com maior número de pessoas internados nestas unidades era o dos 60 aos 79 anos.
Quanto à mortalidade específica por Covid-19, está nos 33,3 óbitos em 14 dias por um milhão de habitantes, o que corresponde a uma diminuição de 20% relativamente ao último relatório (41,7), o que revela uma tendência decrescente do impacto da pandemia neste indicador, referem as “linhas vermelhas”.
Apesar desta redução, o valor de 33,3 é ainda superior ao limiar de 20 óbitos em 14 dias por milhão de habitantes definido pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC), o “que se traduz num impacto elevado da epidemia na mortalidade”, adianta o documento.
Na quarta-feira, a incidência cumulativa a 14 dias estava nos 1.449 casos por 100 mil habitantes em Portugal, indicando uma intensidade muito elevada, com tendência estável, enquanto o índice de transmissibilidade (Rt) era de 0,99 a nível nacional e de 0,98 para o continente.
“Observou-se um valor de Rt igual ou superior a 1 em quatro das cinco regiões do continente, o que indica uma inversão para tendência crescente da incidência de infeção por SARS-CoV-2”, avança a análise de risco da pandemia.
O relatório refere ainda que a proporção de casos positivos nos testes realizados para SARS-CoV‑2 registada entre 3 e 9 de março foi de 20,1%, superior aos 13,5% do último relatório e acima do limiar de 4%.
A frequência da linhagem BA.1 da variante Ómicron é agora de 20,6% e com tendência decrescente, enquanto a linhagem BA.2, considerada mais transmissível, é já “claramente dominante”, sendo responsável por 79,4% das infeções.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024
Dois homens detidos crime de contrafação na baixa do Porto
19/07/2024
Largo do Amor de Perdição recebe “FC Porto na Baixa”
19/07/2024
Muros da Rua de Miragaia vão ser reabilitados e reparados
19/07/2024
Porto Business School e Católica Porto Business School no MBA Ranking 2024
19/07/2024
Estádio do Dragão com novas regras de acesso
19/07/2024
Detido jovem de 16 anos por suspeita de pornografia de menores no Porto
19/07/2024
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024