Fogo de artifício regressa ao rio Douro na noite de São João após dois anos de interregno

As câmaras de Gaia e do Porto vão organizar e custear o fogo de artifício sobre o Douro na noite de São João, de 23 para 24 de junho, após dois anos de interregno devido à pandemia de covid-19.
Apesar de ser um dos santos populares mais celebrados por toda Europa, nenhuma cidade festeja o São João como o Porto, numa manifestação popular que arrasta multidões para a rua, contagiando cada um dos bairros e freguesias da cidade, entusiasmando todos quantos participam ou descobrem pela primeira vez esta festa.
Como tradicionalmente acontecia antes do período pandémico, estas autarquias voltam à habitual parceria dividindo o custo do fogo de artifício em partes iguais, adiantou à Lusa a Câmara de Vila Nova de Gaia, liderada pelo socialista Eduardo Vítor Rodrigues.
Este ano, a contratualização é da responsabilidade da Câmara Municipal do Porto, presidida pelo independente Rui Moreira, frisou o município, sem adiantar o valor do investimento.
Apesar do regresso do espetáculo de fogo de artifício, Vila Nova de Gaia não vai realizar o tradicional concerto da noite de São João para evitar aglomerações, explicou.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024
Dois homens detidos crime de contrafação na baixa do Porto
19/07/2024
Largo do Amor de Perdição recebe “FC Porto na Baixa”
19/07/2024
Muros da Rua de Miragaia vão ser reabilitados e reparados
19/07/2024
Porto Business School e Católica Porto Business School no MBA Ranking 2024
19/07/2024
Estádio do Dragão com novas regras de acesso
19/07/2024
Detido jovem de 16 anos por suspeita de pornografia de menores no Porto
19/07/2024
CCDR-N e Irmandade com protocolo para reabilitação da Torre dos Clérigos
19/07/2024
Cristina Planas Leitão cessa funções no Teatro Municipal do Porto
19/07/2024