Homem detido pela PJ por atear fogo em Gondomar

Um homem de 58 anos foi detido no passado sábado, por causar um incêndio florestal na freguesia de Melres, concelho de Gondomar.

Segundo a Guarda Nacional Republicana (GNR), o fogo teve início por negligência “quando o suspeito procedia à queima de sobrantes agrícolas”.

Quando o fogo deflagrou, os militares do posto territorial de Medas deslocaram-se ao local e puderam apurar as circunstâncias em que o incêndio começou. O suspeito, um homem de 58 anos, começou uma queimada que “se descontrolou, provocando um incêndio”.

 Depois de detido, o homem foi constituído arguido e os factos foram transmitidos ao Tribunal Judicial de Gondomar.

Esta ação contou com o apoio dos Bombeiros Voluntários de Melres, S. Pedro da Cova, Gondomar, Valbom, Carvalhos, Avintes, Cete, Paredes e ainda de um meio aéreo de Santa Comba Dão.

A GNR lembra que “as queimas e queimadas são das principais causas de incêndios em Portugal” e que “é proibido queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração florestal ou agrícola bem como efetuar queimadas sem pedir autorização ou fazer comunicação prévia”, independentemente da altura do ano.

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Voleibol: sete atletas de saída
14/06/2024
Museu do Carro Eléctrico regressa à atividade noturna
14/06/2024
Alunos de escola portuense vencem prémio Filme de Animação em Itália
14/06/2024
Homem detido por arremesso de pedra contra esquadra em Cedofeita
14/06/2024
Videovigilância ajuda Polícia a identificar suspeitos de violência na noite de segunda-feira
14/06/2024
“A gente não deixa e o presidente também não vai deixar, vai estar connosco”
14/06/2024
Basquetebol: captações para atletas nascidos entre 2009 e 2013
14/06/2024
STCP anuncia horários de "verão" a partir deste sábado
14/06/2024
Voleibol: sete atletas de saída
14/06/2024
Museu do Carro Eléctrico regressa à atividade noturna
14/06/2024