José Tavares é novo Diretor da Formação do FC Porto

Antigo treinador, observador e coordenador regressa ao FC Porto após dois anos nos Estados Unidos.

José Tavares está de volta a casa para reassumir a liderança do futebol jovem do FC Porto. Aos 43 anos, o antigo timoneiro dos sub-15, dos sub-19 e da equipa B regressa ao clube e é o novo Diretor da Formação portista - um dos cinco cargos sob a alçada de Andoni Zubizarreta, figura que encabeça o recém-implementado modelo organizacional do futebol que, além da formação, se sustenta noutros quatro pilares: futebol profissional (Jorge Costa), futebol feminino, scouting e performance.
A ligação de José Tavares ao desporto-rei teve início há mais de três décadas, quando começou a jogar nas escolinhas do Canidelo. De Gaia seguiu para o Boavista, representou o emblema do Bessa durante seis épocas, regressou à margem Sul do Douro para defender as cores do Coimbrões e, em 2003, pendurou as botas para se dedicar aos estudos.
Licenciou-se em Desporto com especialidade em futebol na faculdade de desporto da Universidade do Porto, a FADEUP, e iniciou a carreira de treinador enquanto adjunto dos juniores C do Paços de Ferreira. Rui Quinta apreciou o trabalho do assistente que Vítor Frade lhe havia indicado e levou-o para o USF Paredes, antes de o próprio professor da FADEUP trazer o antigo aluno para o FC Porto.
José Tavares começou por orientar Rúben Neves e companhia no plantel de sub-15 que se sagrou campeão nacional (2010/11), na temporada seguinte juntou-se ao staff da equipa principal como observador dos adversários e, após a saída de Vítor Pereira, tornou-se adjunto dos “bês”.
A partir daí passou a integrar os corpos técnicos das equipas A e B dos Dragões, antes de Luís Castro sair para o Rio Ave e de José Tavares assumir o comando do FC Porto B - onde jogava um tal de Galeno - até à chegada de António Folha, em finais de 2016.
Nomeado coordenador dos escalões inferiores nos primórdios de 2017, teve um papel fundamental na aposta em muitos craques vencedores da Youth League 2018/19 e no regresso de outros, como Fábio Silva, que haviam escapado para a concorrência.
Regressou aos bancos em 2020/21, orientou os sub-19 azuis e brancos em duas campanhas distintas e, na segunda, viu o título de juniores escapar pela diferença de um golo, o critério de desempate em caso de igualdade pontual.
Em 2022 disse “até já” ao clube do coração e ao país natal, cruzou o Atlântico e aceitou o convite do Charlotte FC, emblema do estado norte-americano da Carolina do Norte que o acolheu nos últimos dois anos.

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024
Há jazz sob as estrelas nos jardins do Palácio de Cristal
18/07/2024
Novos Tempos | A importância dos símbolos
18/07/2024
Exposição Visita-oficina orientada para os mais pequenos na Galeria Municipal
18/07/2024
Dois detidos pela prática ao crime de roubo contra o património
18/07/2024
Bilhetes para a Supertaça Cândido de Oliveira disponíveis esta quinta-feira
18/07/2024
Reabilitação de prédio em Campanhã para habitação acessível
17/07/2024
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024