Em
O Primeiro de Janeiro

25 Jul 2022, 0:00

176

Multinacional suíça investe 1,5 milhões de euros na expansão de centro de engenharia no Porto

A Zühlke tem outros dois centros de engenharia globais. No Porto já conta com 35 profissionais e vai contratar mais 30. Portugal foi escolhido por causa do talento disponível nas áreas onde a consultora tecnológica quer contratar. 

A Zühlke, uma consultora para a área tecnológica originária da Suiça, vai investir 1,5 milhões de euros para expandir o seu centro de engenharia em Portugal, mais concretamente no Porto, onde mantém um dos seus três centros globais de engenharia, para apoio a uma operação que se estende por 10 países. Os outros dois centros globais da Zühlke estão na Bulgária e na Sérvia.
O investimento de 1,5 milhões de euros previsto vai ser aplicado à expansão das instalações, à contratação de colaboradores e ao pacote de benefícios oferecidos à equipa. Será também usado na formação especializada para alavancar a carreira dos profissionais, garante a empresa.
Para concretizar a expansão do centro de engenharia em Portugal, que existe desde março do ano passado, a consultora está a contratar 30 colaboradores, que vão dedicar-se à criação de soluções digitais à escala mundial, em sectores como as telecomunicações, banca, saúde ou consumo.
As vagas disponíveis podem ser consultadas no site da empresa, mas a companhia adianta já que a prioridade para os próximos meses vai para o recrutamento de perfis nas áreas de desenvolvimento de Embedded e Software Engineering, em posições nas áreas de Java, .Net, React ou Angular.
No Porto, a Zühlke conta já com uma equipa de 35 colaboradores, que trabalham com as restantes equipas da empresa, noutras geografias, no desenvolvimento de produtos e sistemas, soluções digitais e soluções de dados e inteligência artificial. A nível global, nas 17 cidades onde está presente, a Zühlke dá emprego a 1.600 especialistas.
O talento foi a principal motivação para a escolha de Portugal como destino deste investimento, como refere Mariana Salvaterra, diretora-geral da consultora no país. “O acesso privilegiado a talento foi um dos fatores decisivos para escolher Portugal. Há cada vez mais jovens e adultos a explorar a área tecnológica no país para construir carreira, sendo que só no Grande Porto há cerca de 3000 graduados de TI por ano”.
Este tipo de investimento está a chegar cada vez mais a Portugal. Um estudo da EY, divulgado pelo SAPO TeK num Especial sobre centros de competências internacionais em Portugal, apurou-se que o país foi o oitavo na Europa a captar um maior número de investimentos diretos estrangeiros em 2021. O software e os serviços TI ficaram com a maior parcela destes projetos e, nesse universo, a grande maioria dos investimentos anunciados são centros de competências, de inovação ou unidades de Business Services.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Moreira fortalece sinergias e relações bilaterais com o Kosovo
19/06/2024
HBO escolhe a cidade do Porto para filmar a série "Favàritx"
19/06/2024
U.Porto agracia Ilídio Pinho com o título Honoris Causa
19/06/2024
Acompanhe a regata marítima no próximo fim de semana
19/06/2024
Azores Airlines apresenta novas rotas do Porto para a América do Norte
19/06/2024
O São João é no Sport
19/06/2024
Sobrevoe o Porto nas asas de um dragão a partir da Rua Sá da Bandeira
19/06/2024
Homem detido por posse der soqueira e navalha no Aeroporto Francisco Sá Carneiro
19/06/2024
Moreira fortalece sinergias e relações bilaterais com o Kosovo
19/06/2024
HBO escolhe a cidade do Porto para filmar a série "Favàritx"
19/06/2024