Em
O Primeiro de Janeiro

11 Jun 2024, 8:11

214

“O Porto está a afirmar-se como um dos principais polos de empreendedorismo da Europa”

As startups do Porto alcançaram mais de 6,4 mil milhões de euros (6,9 mil milhões de dólares) em valor do ecossistema, entre 1 de julho de 2021 a 31 de dezembro de 2023. A informação consta do Global Startup Ecosystem Report (GSER( 2024, da Startup Genome lançado esta segunda-feira, na London Tech Week. O resultado confere entrada direta à cidade do Porto no Top 100 dos Ecossistemas Emergentes.

Os números agora revelados representam um crescimento anual de 53% do valor do ecossistema tecnológico do Porto, em comparação com o período de 1 de julho de 2019 a 31 de dezembro de 2021. Face ao expressivo crescimento desta medida de impacto económico (calculada através do valor das exits e de avaliações das startups), a cidade do Porto escala mais de 30 posições e conquista, pela primeira vez, um lugar no Top 100 dos Ecossistemas Emergentes. Esta subida "evidencia o notável progresso do Porto no último ano", sublinha o comunicado da Startup Genome, que envolveu a Global Entrepreneurship Network no ranking.

Para o vereador da Economia, Emprego e Empreendedorismo, Ricardo Valente, a avaliação sustenta o trabalho desenvolvido pelo Município nesta área. "O Porto está a afirmar-se como um dos principais polos de empreendedorismo da Europa, com um ecossistema de startups em franca expansão. Este sucesso é fruto do compromisso da cidade em criar um ambiente propício para as startups prosperarem, mas primordialmente do talento e da dedicação dos nossos empreendedores”, assinala o responsável.

As palavras são corroboradas pelo cofundador e presidente da Startup Genome, Marc Penzel. "Com uma grande pool de talento tecnológico e um extenso pipeline de startups em estágio inicial, o valor do ecossistema de startups do Porto cresceu de forma impressionante em 53%, tornando-o um dos ecossistemas de crescimento mais rápido não só em Portugal, mas também na Europa”, considera.

No que diz respeito à capacidade das startups em contratar talento tecnológico, o Global Startup Ecosystem Report (GSER) 2024 reforça ainda o bom posicionamento da cidade do Porto, colocando-a entre os 35 melhores ecossistemas europeus em talento acessível.

O GSER é desenvolvido a partir de dados sobre ecossistemas de startups em todo o mundo, recolhidos através de um rigoroso processo de controlo de qualidade, com informações de mais de 4,5 milhões de empresas em mais de 300 ecossistemas de inovação. O relatório demonstra tendências do mundo das startups e conta com três rankings: “os 40 principais ecossistemas globais”, “os ecossistemas emergentes” e um “ranking regional”.

O Relatório Global de Ecossistemas de Startups da Startup Genome é elaborado por um consórcio de representantes de mais de 40 países e analisa o estado atual da atividade de startups e respetivo investimento. O documento fornece também orientações a líderes dos poderes públicos e privados sobre como desenvolver comunidades de startups prósperas - um dos principais motores na criação de emprego e do crescimento económico.

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024
Há jazz sob as estrelas nos jardins do Palácio de Cristal
18/07/2024
Novos Tempos | A importância dos símbolos
18/07/2024
Exposição Visita-oficina orientada para os mais pequenos na Galeria Municipal
18/07/2024
Dois detidos pela prática ao crime de roubo contra o património
18/07/2024
Bilhetes para a Supertaça Cândido de Oliveira disponíveis esta quinta-feira
18/07/2024
Reabilitação de prédio em Campanhã para habitação acessível
17/07/2024
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024