Em
O Primeiro de Janeiro

10 Jan 2024, 0:00

115

Portugal vai produzir veículos elétricos para os Jogos Olímpicos de Paris

Primeiro-ministro visitou fábrica da Toyota Caetano e avançou que o investimento empresarial em Portugal deve bater novo recorde

 

Um "exemplo" daquilo que a economia portuguesa tem vindo a fazer -  "capacidade de atrair investimento estrangeiro e de produzir bens com cada vez maior valor acrescentado". O primeiro-ministro, António Costa, esteve esta terça-feira (9 de janeiro) na Toyota Caetano Portugal, em Ovar, na apresentação do Microcarro 6e Accessible People Mover (APM) -  veículos que vão apoiar o transporte de pessoas com mobilidade reduzida nos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024, e que vão ser produzidos em Portugal. 

Lembrando que este é já o 12.º veículo que vai arrancar a produção nas oficinas de Ovar, António Costa apontou a parceria entre a Salvador Caetano e a Toyota - que começou em 1968, com a primeira fábrica da marca japonesa na Europa -  como um exemplo da capacidade de o país atrair investimento estrangeiro e de maior valor acrescentado", porque "só assim podemos gerar mais valor, emprego mais qualificado e emprego mais bem remunerado". 


 

Um "exemplo que simboliza bem a trajetória que a economia portuguesa tem podido fazer nos últimos anos", sublinhou o primeiro-ministro. "Tivemos em 2022 um ano de recorde de investimento empresarial no nosso país, no primeiro semestre de 2023 já estávamos acima do primeiro semestre de 2022. Por isso, provavelmente, em 2023 devemos ter fixado um novo máximo de investimento empresarial na nossa economia", avançou António Costa, destacando também que pela primeira vez na história do país as exportações representaram mais de 50% do PIB. 

250 veículos produzidos em Ovar

Portugal vai produzir os 250  Microcarro 6e Accessible People Mover (APM) que vão apoiar o transporte de pessoas com mobilidade reduzida nos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024.  

O APM foi desenvolvido pela Toyota Motor Europe na Bélgica, e será produzido em Portugal na fábrica da Toyota Caetano Portugal, em Ovar. Este veículo de mobilidade elétrica inclusiva vai transportar atletas, organizadores, voluntários e espetadores com deficiência ou com dificuldades de mobilidade, pequenas mercadorias, e há até uma versão criada especialmente para funcionar como veículo de assistência médica.  

Ao todo, em Paris, vão circular 250 APM, em diversas instalações, incluindo locais onde serão realizados eventos ou competições e outros locais oficiais, como a aldeia olímpica dos atletas. Estas unidades juntam-se aos autocarros Caetano Bus com pilha de combustível a hidrogénio, que o grupo Salvador Caetano também produz em Portugal. 

O início da produção de veículos APM está previsto para fevereiro de 2024. 

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024
Há jazz sob as estrelas nos jardins do Palácio de Cristal
18/07/2024
Novos Tempos | A importância dos símbolos
18/07/2024
Exposição Visita-oficina orientada para os mais pequenos na Galeria Municipal
18/07/2024
Dois detidos pela prática ao crime de roubo contra o património
18/07/2024
Bilhetes para a Supertaça Cândido de Oliveira disponíveis esta quinta-feira
18/07/2024
Reabilitação de prédio em Campanhã para habitação acessível
17/07/2024
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024