Prestação da casa aumenta quase 60% até julho de 2023

Juros das taxas Euribor vão continuar a subir, tudo indica, até ao verão do próximo ano, logo as mensalidades dos empréstimos também.

Más notícias para quem tem um crédito à habitação. As subidas das taxas de juro têm sido constantes e as expectativas futuras apontam para ainda mais aumentos. Vaticinando esse cenário, o jornal Expresso fez as contas e aponta para que a prestação mensal suba quase 60% até julho de 2023.
"A prestação de €446 em janeiro deste ano subiu para €494 em julho e deve chegar aos €672 no arranque de 2023. Num ano, o incremento é de €226 (mais 51%). Em julho de 2023, a prestação deve atingir €707. O agravamento total, entre o início de 2022 e o verão de 2023 é de €261, o que significa uma subida de 59%", escreve o semanário, baseando-se em simulações da Deco/Proteste, para um crédito de 150 mil euros, sendo que em empréstimos mais altos, as contas apontam para subidas sempre na mesma ordem, dos 60%.
A única boa notícia, mas que virá apenas no segundo semestre do próximo ano, é o facto de os dados atuais apontarem para uma descida da taxa de juro, ainda que não o suficiente para aliviar as famílias portuguesa. "Em janeiro de 2024 a prestação ainda estará 57% acima do valor registado dois anos antes".

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024
Há jazz sob as estrelas nos jardins do Palácio de Cristal
18/07/2024
Novos Tempos | A importância dos símbolos
18/07/2024
Exposição Visita-oficina orientada para os mais pequenos na Galeria Municipal
18/07/2024
Dois detidos pela prática ao crime de roubo contra o património
18/07/2024
Bilhetes para a Supertaça Cândido de Oliveira disponíveis esta quinta-feira
18/07/2024
Reabilitação de prédio em Campanhã para habitação acessível
17/07/2024
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024