Primavera Sound está de regresso ao Porto esta quinta-feira

Mais de 60 bandas e artistas, nacionais e estrangeiros, vão actuar esta quinta-feira 9 e sábado 11 de Junho no festival.

Este ano marca o regresso do festival ao Parque da Cidade, no Porto, após um hiato de dois anos causado pela pandemia de Covid-19. Esta edição – a 9ª desde que o festival se expandiu de Barcelona para o Porto – é considerada “um recomeço”.
"Foi como aprender a trabalhar de novo. 
Embora a organização tenha tentado “não mexer muito com um festival que já tem uma marca de sucesso e familiar”, as obras de ligação do Parque da Cidade ao mar, recentemente concluídas, “mexeram à força com o layout do festival”.
Do cartaz desta edição, a promotora destaca os headliners, “que é o que as pessoas mais procuram”: na quinta-feira, Nick Cave e Tame Impala, “dois grandes nomes da cena musical na mesma noite, é raro que isso acontece em um festival em Portugal". Na sexta-feira, “o grande retorno” de Pavement aos palcos, que deveria ter acontecido em 2020, assim como Beck. Por fim, a actuar no sábado estão os Gorillaz, "uma banda que raramente sobe ao palco" e que Pic Nic teve a "sorte" de trazer ao Porto.
"Depois outros nomes, como Interpol, Jhay Cortez e Caroline Polachek. O festival tem um pouco de todos os gêneros musicais. Procuramos sempre mostrar um pouco de tudo, sem excluir certos estilos musicais", disse José Barreiro.
O cartaz também inclui bandas e artistas como Diiv, King Krule, Kim Gordon, Georgia, Slowdive, Shellac, Dinosaur Jr., Little Simz, Pablo Vittar, Earl Sweatshirt, DJ Firmeza, Pedro Mafama, Montanhas Azuis, Chico da Tina, Rita Via e David Bruno.
Os passes de três dias "estão esgotados há mais de um mês". Os tickers do dia para quinta e sábado também estão esgotados, enquanto sexta-feira está "quase esgotado".
Os concertos começam às 16h30 de quinta-feira e às 17h00 de sexta e sábado, com as últimas apresentações marcadas para as 04h30 do primeiro e último dia do festival e, para as 04h00, do segundo dia .
Para além dos cinco palcos no recinto do festival, há um espaço gastronómico, onde não faltarão os “petiscos tradicionais do Porto”. Haverá também o mercado da Primavera, com bancas de 18 marcas “de áreas que vão desde moda, artesanato urbano, e até estúdio de tatuagem”.
Na 9ª edição, o festival vai dar continuidade à utilização de copos reutilizáveis, que têm o custo de um euro e podem “ser usados ​​quantas vezes forem necessárias durante o evento”.

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024
Há jazz sob as estrelas nos jardins do Palácio de Cristal
18/07/2024
Novos Tempos | A importância dos símbolos
18/07/2024
Exposição Visita-oficina orientada para os mais pequenos na Galeria Municipal
18/07/2024
Dois detidos pela prática ao crime de roubo contra o património
18/07/2024
Bilhetes para a Supertaça Cândido de Oliveira disponíveis esta quinta-feira
18/07/2024
Reabilitação de prédio em Campanhã para habitação acessível
17/07/2024
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024