"SOMOS TODOS UCRÂNIA”: Município do Porto lança campanha para apoiar os refugiados ucranianos

O Município do Porto está a preparar uma série de medidas integradas para dar resposta às necessidades dos milhares de ucranianos que têm fugido do seu país.

Além de uma recolha de bens de primeira necessidade, está a ser desenvolvida uma bolsa de emprego em conjunto com diversas associações empresariais com atividade na região e, durante o mês de março, terá também lugar um concerto solidário.
O levantamento das reais necessidades têm sido aferidas em articulação com a cônsul da Ucrânia no Porto, Alina Ponomarenko, e com a presidente da Associação de Imigrantes do Leste, Alina Dudco, que foram recebidas, esta segunda-feira, na Câmara Municipal.
Apelando à solidariedade dos portuenses, que este fim-de-semana já se manifestaram em frente ao consulado da Rússia no Porto, e em conjunto com todas as juntas de freguesia e uniões de freguesias, que prontamente se disponibilizaram para se assumirem como pontos de recolha, o Município do Porto irá lançar a campanha, denominada “SOMOS TODOS UCRÂNIA”, de recolha de bens – essencialmente roupa quente, calçado, bens alimentares não perecíveis, medicamentos ou produtos de higiene – para fazer chegar à fronteira da Polónia com a Ucrânia.
O transporte será assegurado através de uma parceria com a Rangel, e a Câmara do Porto vai disponibilizar um espaço municipal para concentrar todas as doações. Além das sedes das juntas de freguesia, também será possível entregar donativos no Gabinete do Munícipe, a partir de sexta-feira.
Depois de o Governo ter aberto as portas para a vinda de ucranianos para Portugal, o Município do Porto já contactou um conjunto de associações empresariais de diversos setores, como a Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT), a Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP), a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos (APICCAPS) e a Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), com vista à criação de uma bolsa de emprego, onde serão reunidas as ofertas disponíveis (a partir de sexta-feira).
Através da Linha Porto. (220 100 220), bem como do Portal do Munícipe, o Município do Porto irá, igualmente, concentrar todas as manifestações de apoio ao acolhimento de refugiados, por parte dos portuenses. Durante o mês de março, a cidade será palco de um concerto solidário para angariação de fundos. A data e programa serão anunciados brevemente.
Vão ser colocados, ainda, à disposição do Ministério da Administração Interna, os meios municipais de Proteção Civil e a sua experiência em apoio humanitário em cenários de catástrofe e de guerra, para fazer parte de eventuais respostas integradas na área psicossocial, logística e de transporte.
A estas iniciativas, juntar-se-á, também, a assinatura de um protocolo com a Ordem dos Psicólogos para dar respostas na área da literacia no âmbito dos processos de guerra e paz, com o objetivo de ajudar as diferentes populações a lidar com as questões que a situação suscita.
O Município do Porto já deu conhecimento deste conjunto de iniciativas à secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira, que congratulou a disponibilidade da Câmara Municipal. 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Voleibol: sete atletas de saída
14/06/2024
Museu do Carro Eléctrico regressa à atividade noturna
14/06/2024
Alunos de escola portuense vencem prémio Filme de Animação em Itália
14/06/2024
Homem detido por arremesso de pedra contra esquadra em Cedofeita
14/06/2024
Videovigilância ajuda Polícia a identificar suspeitos de violência na noite de segunda-feira
14/06/2024
“A gente não deixa e o presidente também não vai deixar, vai estar connosco”
14/06/2024
Basquetebol: captações para atletas nascidos entre 2009 e 2013
14/06/2024
STCP anuncia horários de "verão" a partir deste sábado
14/06/2024
Voleibol: sete atletas de saída
14/06/2024
Museu do Carro Eléctrico regressa à atividade noturna
14/06/2024