Venda de casas volta a cair e subida de preços abranda

O preço das habitações continuou a subir no terceiro trimestre, ainda que a um ritmo menos acelerado face ao trimestre anterior. Ao mesmo tempo, as transações de casas diminuem, noticia o Dinheiro Vivo.

Número de casas transacionadas em Portugal está a cair ao mesmo tempo que os preços continuam a crescer, embora a um ritmo menos acelerado, revela o Índice de Preços da Habitação (IPHab) relativo ao terceiro trimestre do ano, divulgado na terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os preços da habitação cresceram 7,6% entre julho e setembro, em comparação com o mesmo período do ano passado, mas essa subida representa uma desaceleração face ao aumento do IPHab registado nos três meses anteriores (8,7%).

"Neste período, os preços das habitações existentes cresceram de forma mais intensa [8,1%] por comparação com as habitações novas [5,8%]", realça o INE. Isto, numa comparação homóloga. Na variação em cadeia, ou seja, em comparação com os três meses anteriores, o comportamento foi outro: "O crescimento dos preços das habitações novas (2%) superou o das habitações existentes (1,8%)", lê-se na nota do gabinete de estatística.

Segundo o Dinheiro Vivo, nos meses de verão (julho, agosto e setembro), foram transacionadas 34 256 habitações, o que representa menos 18,9% em comparação com o terceiro trimestre de 2022. Já no segundo trimestre deste ano as vendas de habitações tinham caído 22% em termos homólogos.

Quer isto dizer que a subida dos preços da habitação está a coincidir com uma quebra na venda de imóveis residenciais. Também o valor dos negócios concretizados está a cair. "As transações contabilizadas ascenderam a 7,1 mil milhões de euros, menos 12,2% do que no terceiro trimestre de 2022", indica o INE.

O gabinete de estatística nacional diz que se observaram "reduções homólogas no número e no valor das transações de alojamentos em todas as regiões", mas o Algarve e a Área Metropolitana de Lisboa (AML) "evidenciaram reduções mais intensas do que as registadas ao nível nacional".

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024
Há jazz sob as estrelas nos jardins do Palácio de Cristal
18/07/2024
Novos Tempos | A importância dos símbolos
18/07/2024
Exposição Visita-oficina orientada para os mais pequenos na Galeria Municipal
18/07/2024
Dois detidos pela prática ao crime de roubo contra o património
18/07/2024
Bilhetes para a Supertaça Cândido de Oliveira disponíveis esta quinta-feira
18/07/2024
Reabilitação de prédio em Campanhã para habitação acessível
17/07/2024
“Há muita gente que acha que as pessoas do Porto não devem dar opiniões sobre coisas de Lisboa”, diz Moreira
18/07/2024
Investigadores da FMUP alertam para riscos de injeções para rejuvenescimento facial
18/07/2024