Em
O Primeiro de Janeiro

18 Mar 2024, 9:07

202

“Vou lutar para poder ser útil ao FC Porto”

Jorge Nuno Pinto da Costa discursou na apresentação do documentário “Senhor Presidente – O campeonato de uma vida”, em Serralves

No auditório da Fundação de Serralves, reuniram-se importantes nomes do passado e presente do FC Porto e também da intimidade de Jorge Nuno Pinto da Costa para assinalarem a estreia do documentário “Senhor Presidente – O campeonato de uma vida” com o visionamento de um compacto dos três episódios da série que já se encontra disponível no Prime Video.

No final, Jorge Nuno Pinto da Costa agradeceu ao General Ramalho Eanes, “uma figura íntegra” que todos respeitavam enquanto Presidente da República e que tem uma amizade de décadas com o presidente do FC Porto, à família, que compreende “que esta missão lhes rouba muito tempo da minha presença” e a todos os que marcaram presença na cerimónia.

O líder máximo do clube começou por afirmar que “nunca” esperou estar “42 anos à frente do FC Porto” e deu razão à mãe, que dizia que era o seu “destino”. Agora, “só Deus sabe e ela também quando esse destino” poderá afastar o presidente do clube, mas a garantia é que, “enquanto cá estiver”, o dirigente vai “lutar para que o FC Porto continue a ser o mesmo dos últimos 40 anos”: “ um clube dos sócios, dos amigos, de vitórias e que pensa sobretudo em honrar a cidade e o país”.

Pinto da Costa lembrou depois que “há momentos” para “entregar de alma e coração” e outros “para abdicar” para frisar que não vai “abdicar”: “Vou lutar para poder ser útil ao FC Porto, para poder dar alegrias aos sócios que têm vidas mais desfavorecidas e para que possamos ter muitas vitórias”.

Jorge Nuno Pinto da Costa
“Quando tudo começou, em 1982, éramos acusados, o meu grupo, de sermos uns comunistas que assaltaram o clube. Não sei porquê, talvez porque um ou outro elementos eram do partido comunista, mas nunca sequer se soube porque nunca tiveram atividade política no clube. Um dia, um amigo, Aventino Teixeira, que trabalhava com o senhor presidente, disse-me: ‘gostavas de ser recebido pelo presidente?’. Eu respondi: ‘Gostava. Gosto muito dele, tenho aquela imagem no Alentejo, quando ele atravessou uma multidão em que lhe lançavam impropérios com o carro aberto’. ‘Olha que ele tem admiração por ti e pelo teu destemor de te meteres num sarilho destes. Se calhar recebe-te’. No dia seguinte, recebeu-me numa conversa de dez minutos que durou quase hora e meia. A partir daí, tudo mudou porque a figura íntegra e que todos respeitavam como Presidente da República, se me recebia, se teve uma conversa comigo e depois me veio visitar no Estádio das Antas e condecorar o clube, é porque afinal não éramos salteadores. Por isso, esse dia foi duplamente importante. Primeiro porque nos deu uma credibilidade que nunca ninguém mais questionou. Depois, porque aí nasceu uma amizade que faz com que hoje, para uma simples apresentação de um programa, o Senhor Presidente se tenha deslocado propositadamente para me dar a honra de estar aqui. Muito obrigado. À minha família, obrigado por compreenderem que esta missão lhes rouba muito tempo da minha presença. A todos os que aqui vieram, que têm importantes cargos, mas que neste momento quero ver só como amigos, tenho de facto que agradecer profundamente. Nunca esperei estar 42 anos à frente do FC Porto. A minha mãe tinha razão: era o meu destino. Só Deus sabe e ela também quando esse destino me poderá levar para outros meios, outra vida. Enquanto cá estiver, continuarei a lutar para que o FC Porto continue a ser o mesmo dos últimos 40 anos, um clube dos sócios, dos amigos, de vitórias e que pensa sobretudo em honrar a cidade o país. É um momento difícil, mas para mim não há momentos difíceis. Há momentos em que nos devemos entregar de alma e coração e outros em que devemos abdicar. Não vou abdicar. Vou lutar para poder ser útil ao FC Porto, para poder dar alegrias aos sócios que têm vidas mais desfavorecidas para que possamos ter muitas vitórias. Agradecer aos que se interessaram em fazer este trabalho. Espero que tenham gostado e compreendam que vos tenho a todos no coração. Obrigado.”

 

Partilhar nas redes sociais

Últimas Notícias
Entre no Museu do Carro Eléctrico e faça uma viagem mágica até 1928
12/07/2024
Alterado regulamento fiscal para apoiar investimento empresarial na cidade
12/07/2024
Estádio de Praia acolhe Circuito Nacional do Beach Teqball
12/07/2024
Porto Open está de regresso ao Monte do Aventino
12/07/2024
Corridas ilegais em plena luz do dia na Boavista
12/07/2024
“Os nossos adeptos foram absolutamente fundamentais nesta conquista”
12/07/2024
Município lança concurso para reabilitar ruas no Bonfim
12/07/2024
Homem detido por furto em viatura rua de Gonçalo Velho
12/07/2024
Entre no Museu do Carro Eléctrico e faça uma viagem mágica até 1928
12/07/2024
Alterado regulamento fiscal para apoiar investimento empresarial na cidade
12/07/2024